4.8.09

Reunião Ordinária da Câmara Municipal de Silves - 5 de Agosto de 2009

Realiza-se amanhã mais uma reunião camarária pública, por isso com início às 10 horas. A Ordem de Trabalhos é a seguinte:
1. Aprovação da Acta;
2. Informações;
3. Antes da Ordem do Dia;
4. Processos de Obras Particulares (56 itens);
5. Processsos de Obras Municipais (7 itens);
6. Assuntos Diversos (45 itens).
Pelos vistos não é só o PS que em fim de mandato enche Belém com uma caterva de diplomas para aprovação. O PSD local, para a última reunião antes das férias de Agosto, resolveu desenterrar processos, protocolos e outros.
Dos Processos Municipais constam essencialmente revisões de preços de empreitadas.
Dos Assuntos Diversos vem uma proposta do PS para colocação de semáforos e passadeiras de peões na zona de Monte Charneca-Portela de Messines, que depende essencialmente das Estradas de Portugal, vários pedidos de comparticipação nas despesas de aquisição de viaturas por parte dos Bombeiros Voluntários de Silves, as regras do concurso público para arrendamento de vários quiosques municipais em Silves e Messines (não aparece o concurso público para a Casa de Chá no interior do Castelo!), uma rectificação à tabela de taxas do Regulamento Municipal de Urbanização e Edificação (para a qual não consta qualquer documentação para apreciação), uma bem vinda proposta de protocolo entre a CMS e a Fábrica da Igreja Paroquial de Silves (antiga Sé) para a inventariação, conservação e posterior publicação do arquivo histórico paroquial, várias propostas da Comissão Municipal de Toponímia (ruas de Tunes, Armação, Algoz, Messines e Alcantarilha), mais algumas propostas de apoio a actividades desportivas pontuais ou subsídios requeridos pela AMAL. E, claro, várias alterações orçamentais.

7 comentários:

Filipah!!! disse...

mais força a CDU

http://votabilita.blogspot.com/

Anónimo disse...

ALISUPER DEVE UM MILHÃO DE EUROS AOS TRABALHADORES!


Exmºs Sr.s Jornalistas,
Em anexo segue nota à Comunicação Social sobre a dívida dos Supermercados Alisuper aos seus trabalhadores, o que os obrigou a convocar Greve para o próximo dia 14 de Agosto em todos as lojas do Algarve.
Obrigado pela atenção
A Delegação regional do Algarve do CESP

Anónimo disse...

Pregar calotes é coisa de família.

Anónimo disse...

Uma central de compras em processo de falência (anedotico ...), uma fábrica que era um projecto estruturante e inovador para o Algarve - falida, as lojas em greve por causa da dívida ... e a câmara no estado em que está.
Com estes dois manos maravilha, não precisamos de mais nada... Agora aguardamos a prestação da descendência...

Timtim disse...

coitadinhos são os silvenses que deixam esses imprestáveis governar o bem comum! Bom, se deixarem a descendência subir ao trono, vai ser mesmo anedótico e depois não se queixem!

Joaquim Santos disse...

Exº Senhores

Não entendo o porque deste todo burburinho por causa da falência da alicoop. Então não era do conhecimento publico a já muito tempo que a situação era péssima e continuava a se degradar?
Toda a gente avisou os colaboradores que para começarem a encontrar outras alternativas e procurar trabalho nos concelhos desenvolvidos?
Peço desculpa e sei as dificuldades que muitos passem e vão passar, mas quando o barco começa a fundar só temos duas alternativas procurar o salva vidas ou afundar com ele. Cada um tomou as suas decisões .
Depois dos exemplos verificados na Fabrica do Ingles pela administração do que estavão a espera?

O mesmo é na politica estão a espera que a Isabel ou qualquer um dos candidatos salvem o concelho desta mortandade intelectual e económica?
Deixem estar a espera que um dia há de surgir D. Sebastião e salvar Silves. Não libertem os vossos filhos deste marasmo, que irão ter o mesmo destino dos pais a pobresa.



Com os melhores cumprimentos


Joaquim Santos

ana disse...

os silvenses são burros, caso contrário esta gente não os governava!