4.11.09

Do novo vereador Fernando Serpa

O novo, velho, vereador Fernando Serpa abriu um blogue. Até aí tudo bem. Está no seu direito, embore peque por atraso, nesta matéria, o PS e o "velho" vereador.
Pena que a prosa seja pobre. Linguisticamente falando, mas não só. O timbre é manifestamente egocêntrico, e do que já foi possível ler, fica a impressão de que o "porta-voz" do PS é, verdadeiramente, Fernando Serpa: ele disse, ele fez, ele propôs.
Ele levanta também, quanto a mim, um falso problema, o das delegações de competências, que nunca poderão ultrapassar aquelas que são atribuídas ao plenário da câmara municipal e só esta poderá aprovar ou ratificar. Mas voltaremos ao assunto, assim tenhamos melhor conhecimento dele.
Pior são as acusações, na linha da estratégia recente de algum PS, que não vi reiteradas ainda pela líder concelhia. Acaso temos neste concelho mais do que um PS?!
A CDU, diz(em), está enamorada do PSD!!
Pura demagogia, que a actuação do anterior vereador da CDU desmente, e que da vereadora actual não se pode de modo algum desde já inferir. Se projecto de "pagã aliança" houve, foi aquele que o PS em Messines teve, procurando junto do PSD, logo após as eleições, as alianças que deixassem o eleito, mas ainda nem empossado presidente da Junta de Freguesia, sozinho no executivo. E, para a Assembleia Municipal, havendo maioria de esquerda, procurar desde logo eleger quem queria sem consultar quem devia. Mas disso Fernando Serpa prefere não falar...
Aliás, por falar em maiorias de esquerda, começa mal o vereador, desde já insinuando o que insinua da recém-eleita vereadora pela CDU.
É esta a estratégia do PS? Disparatar para obrigar a CDU a se distanciar e parecer colada ao PSD?
Os munícipes não são parvos, vereador!
Veremos o que fazem nos grandes momentos de Oposição, na apreciação do Orçamento, na aprovação das taxas municipais...
P.S.- E mais uma coisa, senhor vereador: abra a página aos comentários e sugestões dos munícipes que querem intervir. Não os obrigue a fazer comentários indirectos noutro blogue!
P.S. II - Entretanto, hoje mesmo, a 4 de Novembro, João José (o informático?), ou F. Serpa sob heterónimo e assessoria, abriram o referido blogue a comentários depois do que aqui disse. Pena que o fizessem desde logo sob censura, já que em estilo de direito de resposta, e no mais polido tom que me é possível ainda que contundente, fiz ali um comentário ao teor dos posts do blogue que não tinha sido possível fazer inicialmente. Por razões que só quem manda no blogue sabe, mas presumo se prendam com a simples discordância dos argumentos, o que escrevi foi ignorado.
Fica para memória futura! 
P.S. III- E como a verdade é reposta.

30 comentários:

Tânia Mealha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tânia Mealha disse...

Se os disparates ficassem só por aí...
Depois de ler o comunicado do PS Silves, impossível não tecer considerações:
http://25abril.wordpress.com/2009/11/04/sobre-o-comunicado-do-ps-silves/

O que mais me espanta pelo discurso (que é sempre o mesmo, parece que são uns coitadinhos) é pensarem que os munícipes são ingénuos, e tentarem fazê-los passar por parvos...

Menino Tonecas disse...

Lamento, mas o Sr. Serpa tem razão quanto à manhice da Sr.ª Soares e não me admirava nada que a Vereadora da CDU, ainda muito ingénua nesta andanças dos truques sujos da politica, acabasse por cair na armadilha! A possível aliança CDU - PSD, a confirmar-se, é o sinal de descrédito e de falta de respeito pelo eleitorado e pelo condigno trabalho feito pelo Sr. Vereador Manuel Ramos durante o seu mandato! A ver vamos, mas parece que na Assembleia Municipal a tal aliança sempre se fez, vamos ver o que é que os munícipes vão ganhar com isso...

Manuel Ramos disse...

É curioso que se fale numa aliança simplesmente porque uma bancada se absteve de votar em qualquer dos candidatos que se apresentaram para presidente da Assembleia. E é curioso porque, se bem me lembro, não foram nem uma nem duas as vezes que o PS se absteve nos últimos anos nas Assembleias para viabilizar Orçamentos e propostas de aumento de taxas municipais feitas pelo PSD. Nessa altura, curiosamente, ninguém falou em "santas ou pagãs alianças"!!
E, por falar em armadilha (de logro, cilada), lá me vêm novamente à ideia os "secretos" contactos entre PS e PSD antes da tomada de posse dos executivos para as freguesias! O que você me foi lembrar!

Sónia Oliveira disse...

Sr. Manuel Ramos, com o devido respeito que espero que saiba que tenho por si, quero apenas, se é que consegue, esclarecer-me.

Não era o Dr. João Estevens candidato á assembleia?
Então porque motivo não se candidatou à Presidência da Assembleia?
Não estamos, neste momento a falar de passar o que quer que seja, estamos sim a falar da presidencia da Assembleia Municipal!
Estranho que depois de batalhar numa campanha eleitoral o Dr. João Estevens deixe escapar uma oportunidade de ser presidente da Assembleia Municipal!

Sim, pois corria esse risco, ou não?

Cumprimentos,

Anónimo disse...

Considero que nada melhor para a democracia que cada um poder exprimir livremente o seu sentir sobre os factos no entanto será que me engano ou o cabeça de lista do PS não era o Dr. Serpa?Como aparece então como porta voz desse partido?
Não estaremos perante uma atitude pessoal antidemocrática?

Tiago disse...

Ao que tudo indica o dr. Fernando Serpa está a incomodar,que bom para o povo!
Não vem tarde,vem muito a propósito da situação que estamos a ter de engolir(o povo).
Fica aqui por esclarecer o mistério da candidatura do dr. João Estevens à presidência da Assembleia Municipal.
Porque viabilizou a CDU a actual situação?
Se os disparates ficarem só por aqui, menos mal,mas que é estranho, é.
Melhor para todos seria tentarem ignorar o dr. Serpa(só lhe reconhecem a pobreza) e passarem à parte em que dão uma explicação lógica e de fácil compreensão(ao povo).
Não justifiquem os vossos erros com os erros dos vizinhos,mostrem alguma dignidade.

Manuel Quintães disse...

Ainda bem, Dr Manuel Ramos que o Sr resolveu continuar com o seu blogue e, nesta fase inicial, ajudar a Drª Rosa Palma. Assim acredito que continauremos a saber, realmente, o que se passará nas reuniões da Câmara e na política local, porque com o Dr. Fernando Serpa não iríamos lá de certeza.
Ele bem tentou imitá-lo, mas nem para imitar serve. Pudera. Quem só para si mesmo olha, não consegue aperceber-se do que lhe passa ao lado.
Mas quem é que o Dr. Fernando Serpa pretende enganar? De certeza que não são os munícipes do concelho de Silves que já o conhece de jinjeira. E quanto ao Sr Dr Manuel Ramos não se irrite com os comentários de cima porque partem todos da mesma tropa - Serpa e Compª.
O senhor também se sentiu incomodado com aquele português? Pois não foi o único. E que me diz do português do comunicado do PS de Silves? Eu poucos estudos tenho, mas no meu tempo as pessoas com a 4ª classe escreviam e falavam melhor do que a maior parte destes "drs". E está o País entregue a esta gente...........
A bem da democracia deste concelho não desista e continue a informar-nos do que se passa pela Câmara e pelo concelho

Manuel Quintães disse...

Desculpe lá Sr. Dr. mas esqueci-me de colocar um m em conhecem ( munícipes conhecem ). Não vão tomar-me por igual ao Dr Fernando Serpa

Tiago disse...

Não é minha intenção irritar o dr. Manuel ramos,muito pelo contrário,peço-lhe um esclarecimento.
Quanto ao tão popular dr. Serpa,não conheço,nem sou simpatizante do PS.
Importa deixar aqui claro que os últimos 12 anos PSD,deixaram o concelho de Silves empobrecido(na minha opinião).
O executivo PSD,pelo que pude presenciar,sempre mostrou pouco respeito pela intervenção dos vereadores assim como pelas intervenções dos municipes.
Desrespeito,poucos ou nenhuns esclarecimentos sobre decisões mais questionáveis e muitas vezes comportamentos pouco dignos de quem tem tanta responsabilidade.
Como é possivel facilitarem-lhes a vida depois de tudo o que tem feito,é o que pergunto.
Vamos ver que beneficios terá para a população a escolha da presidente da Assembleia Municipal,foi a CDU que escolheu.
Não estarão os drs. a perder,em prejuizo do povo,uma boa oportunidade de fazer história no concelho de Silves?

Anónimo disse...

É curioso como um blog com tão poucos dias, como é o do vereador Fernando Serpa, já incomoda tanto. Até o ex-vereador José Paulo Sousa já lhe dedicou muita atenção.

Aguardamos ansiosamente, pelo blog da vereadora (nova) Rosa Palma para servir de contraponto e comparação.

Amável

Manuel Ramos disse...

Vai em duas tranches, este comentário, por imposições do "site".
Passados alguns comentários, e como gosto sempre de intervir, marcando o tom e respondendo a quem escreve, como acho que deve ser feito, aqui estou.
Para agradecer a quem elogia, para responder a quem pergunta ou pede esclarecimento.
Agradecendo as palavras elogiosas, passo às respostas.
À Sónia, devo dizer que, não podendo, como é óbvio, responder pelo Dr. João Estevens, posso dizer que quem se candidata à Assembleia não o faz para Presidente. É competência da mesma eleger o seu Presidente. É sempre a Assembleia que o escolhe. Claro, desde que este se apresente como candidato... João Estevens não o fez, nem o deputado do BE (de que ninguém, curiosamente, fala e votou da mesma forma) e a razão por que o não fez, é dele.
João Ferreira teve o seu mandato, e quem conhece o programa do candidato a deputado municipal em 2005, que a CDU também patrocinou para a presidência, sabe bem que não cumpriu. A Assembleia, com maioria de esquerda, tal como agora, foi mera espectadora dos desmandos que a Câmara promoveu. Orçamentos, taxas e demais deliberações altamente prejudiciais para este concelho tiveram sempre da parte do Presidente e da bancada do PS, aprovação tácita. Informações eram as que a Câmara entendia dar; convocações de reuniões, na data que lhe convinha realizar. Actas divulgadas, como prometido, uma miragem. Só para dar um exemplo da incapacidade dessa liderança, dou um exemplo bem recente, comezinho, mas sintomático: a tomada de posse da nova Câmara, competência do presidente da anterior Assembleia, foi divulgada nos "media" pela Câmara Municipal, que acabou sendo o verdadeiro mestre de cerimónias da sua própria tomada de posse. Eu, que formalmente até ao referido dia da tomada de posse da nova Assembleia e da nova Câmara era vereador, nem convite para a cerimónia recebi! Essa a principal razão por que nem lá fui! Comezinho dirão, este exemplo. Mas uma entre muitas concessões que a Assembleia, na pessoa deste Presidente que queria voltar a sê-lo, protagonizou. E, só porque ainda há quem não saiba, como a Sónia provavelmente, foram também determinantes as circunstâncias de verdadeiro "freelancer" que o Dr. João Ferreira desenvolveu no período pós-eleitoral.

Manuel Ramos disse...

E fica também este reparo: alguém me sabe dizer o nome de algum presidente da Assembleia que tenha sido da CDU nos últimos anos, em que tem sempre havido maioria de esquerda? Há alguma coisa no Regimento da AM que diga que tem que ser do PS ou de qualquer outro partido, seja mais ou menos votado? Então, se não há, porque insiste tanto o PS em ter sempre na mesa um presidente do PS?!
A CDU, assim como o BE, não escolheu: absteve-se. Mal, na minha opinião, não tenho problemas em dizê-lo, mas só pelo sinal que fez passar. Devia ter apresentado o seu candidato e votar nele. Não tendo sido assim, e como diz o povo, "venha o Diabo e escolha". Talvez com a Drª Maria José na liderança o PS acorde e se torne realmente Oposição na Assembleia? Coisa que não tem sido até agora, refira-se! Quem sabe?
Quanto ao resto, pouco resta dizer. O blogue da vereadora Rosa Palma é este, para quem não leu o que eu já disse anteriormente. Compartilhado comigo, que não morri, politicamente falando, nem nunca morrerei para estes assuntos (sabe quem me conhece!), ainda que tenha saído de cena.
Quanto à recente estratégia do PS, começada pelo boato, corporizada pelos primeiros artigos do blogue do vereador Fernando Serpa e, finalmente, pelo comunicado da Concelhia do PS, não tive e tive surpresas (pelo baixo nível,as surpresas), e só a posso qualificar de chantagista e eticamente imoral, querendo conseguir por puro "bullying" político uma maioria na Câmara que não conseguiu. Vai mal o PS por aí e, prometo, vai ter-me à perna enquanto assim for. Vou recordar neste blogue, ponto por ponto, o que foi a prestação do PS, e a sua continuada "pagã aliança" no plenário camarário e na Assembleia Municipal duramte o último mandato.
Rosa Palma tem, como eu também tive, três sentidos de voto. Só que ela, e isso explica esta campanha, marca a diferença, ao contrário do que antes acontecia. Sabe o PS, ainda que desatine na estratégia, e sabe o PSD. Mas também sabe a CDU. Mas esta, convençam-se, respeitará os seus compromisssos eleitorais. Votará a favor quando isso interessar ao concelho, votará contra em caso contrário. Sem olhar a quem propõe.
Isso sim, é responsabilidade política e não pura politiquice, como ficámos fartos de ver enquanto lá estivemos...
O resto são filmes...

Tiago disse...

Como poderá algum dia a presidência da AM ser CDU se não se candidatam ao cargo?
O dr. João Estevens ao não se candidatar talvez tenha feito a escolha PSD,essa é a questão.
Quando falo em fazer história é nesse sentido,o dr. Manuel Ramos afirma que o PS faz questão de ter na mesa um presidente do seu partido,parece-me natural.Não me parece natural é a CDU e o BE não lutarem nesse mesmo sentido em relação a quem os representa.
Tudo indica que a CDU,perdeu uma boa oportunidade de ,finalmente,eleger um representante do partido a presidente da AM.
Lamentável,pior,incompreensivel.

Menino Tonecas disse...

Mais incompreensível foi a Rosa Palma não ter percebido a jogada da Sr.ª Soares com a sua pretensa absoluta delegação de competências da Câmara delegáveis! Felizmente que o Serpa desmascarou a estratégia da Sr.ª Presidente! Se a CDU votasse favoravelmente aquela pretensão, então ficavam todos a apanhar macacos nas próximas reuniões de Câmara!!! A ingenuidade, a inexperiência e a falta de capacidade técnica dá nisto... quando é que colocam pessoas capazes nos cargos de eleição e não as pessoas do desenrascanço?!? O interesse público é que se lixa sempre...

Manuel Ramos disse...

Mas alguém votou alguma coisa? Segundo sei a deliberação foi adiada para próxima reunião, caro FS, desculpe, MT. Agora, uma coisa é certa. A proposta de delegação de competências que veio a reunião, meu caro, é, ipsis verbis (retirada a data), igualzinha à que foi apresentada na reunião de 24 de Outubro de 2005! Está aqui mesmo ao meu lado. E aí o PS não bufou, antes pelo contrário, absteve-se. Memórias curtas, não é?! Donde vem agora tanto alarido?
E como é que alguém, seja o MT, o FS, ou outro presumido que seja desde já invoca "ingenuidade, inexperiência e falta de capacidade técnica" em alguém que só participou numa reunião de câmara e da qual ainda não se ouviu uma posição sobre este não-assunto (só vai a próxima reunião,que eu saiba!)? Realmente,só visto: com críticos destes, com tanta experiência, faltam-lhes argumentos um pouco mais técnicos e menos ingénuos....!!!!
Meus caros Tonecas e outros: não queiram marcar a agenda e as posições de antemão da CDU. Eu bem sei que lhes falta um voto, ao PS e ao PSD, para poderem impor as suas vontades e agenda particular. Mas não é assim que vão ter o voto da CDU, antes pelo contrário.
Venham de mansinho, educadinhos, democraticozinhos, e saibam ouvir, negociar e trabalhar em prol do bem-estar e do desenvolvimento deste concelho. Assim não sendo, bem podem espernear, "boatar", que de nada vale.

Anónimo disse...

Dr. Manuel Ramos,

A proposta sendo igual à anterior, muda a correlação de forças de 2005 para 2009 (4 PSD, 2 PS e 1 CDU para 3 PSD, 3PS, 1 CDU).Percebe agora a diferença desta aprovação, no novo contexto?

Já agora Dr.mais uma questão:

Para si faz sentido a CDU candidatar alguém, como cabeça de lista à Câmara que precisa tanto de ser ajudada?

Isto é o que já se viu e percebeu nos debates (e entrevista) da campanha eleitoral, reuniões de Câmara, blog do ex-vereador, etc?

Será esta situação o famigerado respeito pelo Povo e pelo eleitorado?

Professor Zeca

Manuel Ramos disse...

Para deixar duas coisas: uma resposta e uma observação pertinente.
A resposta ao Prof. Zeca: tem razão quando diz que a correlação de forças mudou. O PSD perdeu a maioria absoluta. Mas a delegação de competências não significa que os actos político/administrativos pelo órgão Câmara delegados não sejam posteriormente por esta analisados, e ratificados ou não. Mas esse é assunto que ainda não está fechado, e o adiamento da aprovação teve o mérito de obrigar a Presidente a especificar pormenorizadamente quais as competências que quer ver delegadas. A Oposição poderá agora delegar ou não. Esperemos para ver, essa é a atitude correcta. Votar contra, sem contra-proposta, e considerada a lei, como fez o vereador Serpa, é que me parece atitude pouco sensata. Apesar da experiência, foi o bom-senso que imperou. Quanto à ajuda: bom, se alguém desempenha pela primeira uma função, estranho será não precisar de ajuda. Eu também dela precisei e beneficiei. Quem não sabe trabalhar em equipa e pensa que tudo sabe, dificilmente pode, sem ajuda, desempenhar honesta e criteriosamente a tarefa de ser vereador, mesmo não permanente.
Se alguém quer fazer bem o seu trabalho e procura ajuda, analisando ou discutindo com outros como melhor poderá fazer, não me parece má atitude, antes pelo contrário. Criticar alguém por isso, e só pelo que pôde apreciar nas Reuniões (repare-se no plural quando ainda só houve uma e não presenciou, a menos que seja um dos vereadores a comentar!), nos debates (que eu saiba, só houve um), neste blogue, onde Rosa Palma ainda não interviu é, claramente, mera manifestação de preconceito.
"...famigerado respeito pelo Povo e pelo eleitorado" é uma expressão que não entendo, sobretudo pelo uso do adjectivo!!
A observação que me resta fazer prende-se, ainda, com a polémica eleição para a presidência da Assembleia Municipal. Recordo só, aos comentadores do PS que aqui e por aí se indignam com a posição da CDU (mas também do BE) e até dizem que a CDU nunca apresentou candidato, o seguinte: em 1997/98 a CDU votou em Paulo Pina (PS); em 2001, com mais votos que o PS na AM!, apresentou candidata (Margarida Ramos), mas o PS insistiu em votar no seu, Lisete Romão, viabilizando a eleição de Maria José Grade (PSD) para a presidência; em 2005, a CDU votou em João Ferreira mas não gostou. Em 2009 absteve-se, ainda que eu considere que deveria ter apresentado candidato, e o PS devolvido o(s) favor(es) já feitos, nomeadamente considerando o que tinha feito em 2001.
A história ensina-nos muito, não é? Com se diz também, ajuda-nos a compreender o Presente.

Sónia disse...

Caro Manuel Ramos, agradeço as suas lições de história, como disse e muito bem a história ajuda-nos a compreender o presente.
Contudo espero que não continuem agarrados à história e que corram para o futuro com uma mente um pouco mais aberta e sobretudo que aprendam com alguns erros cometidos no passado!

Cada um dos partidos faz a sua leitura dos resultados eleitorais, no entanto e lembrando desde já a minha costela socialista, devo dizer que o que leio desta votação é a manutenção de um vereador do CDU e o PS a retirar um vereador ao PSD! Sem falar nas juntas de freguesia que a meu ver o excesso de confiança do José Vitor e a excelente campanha do CDU por aqueles lado, traduziu-se na derrota do PS em Messines. De resto parece que tudo ficou na mesma.

Mas o que interessava e interessa a todos, são as Politicas do nosso Municipio, que têm sido desastrosas e pouco claras (penso que estamos todos de acordo).

É de lá que caem as taxas mais altas e isso é o que nos doi!

Quanto aos contactos feitos por este ou por aquele, acho que são assuntos que só a vocês Politicos dizem respeito, sairem coisas dessas cá para fora, não é nada digno para nenhuma das partes envolvidas e perde-se muito tempo com estas conversas de má lingua.

Quanto à agora polémica delegação de poderes que vai á próxima reunião, não tenho dúvidas de que se não tivesse havido uma certa oposição do PS a mesma teria sido aprovada e nunca teria vindo a público, ainda que seja um cópia da anterior, não deve ser votada de ânimo leve, já que a realidade politica também não o é.

Cumprimentos,

Sónia Oliveira

Manuel Ramos disse...

Cara Sónia,
Estas conversas de má-língua, como lhes chama, deram porém já um comunicado do PS enviado para a comunicação social. Quem quer criar pontes não as dinamita. O seu PS local, à imagem do nacional presidido por José Sócrates, prefere vitimizar-se em lugar de procurar construir alternativas com base em consensos mais alargados. E depois, é curioso como alguém que se distancia dos políticos (como se isso fosse desde logo um pejorativo epíteto), faz uma leitura "tão política" (aqui sim, no sentido pejorativo) da alteração da correlação de forças no concelho. Lá para S. Bento, coração da governação "socialista", o Engenheiro não deve ter a mesma opinião, considerando o que tem dito após as eleições legislativas.
Diferentes socialismos...

Anónimo disse...

Olá a Todos em particular ao Administrador do Blog.

Manuel,
mais que uma vez tens referido a posição do BE, para a votação da (actual) presidência da AM. Destacas o facto desta ter sido semelhante à da CDU. Objectivamente é verdade e na minha opinião, interessa-vos evidenciá-la.

Em face ao exposto, aproveito para tecer alguns comentários.
Com a situação que se deparou: dois candidatos (PS e PSD e sem acordo à Esquerda), não sendo o nosso voto decisivo, políticamente, pareceu-nos ser a abstenção o voto mais correcto.

Acresce, por outro lado que o PS reuniu com a CDU, para tratar do assunto (acordo). Com o BE não achou necessário reunir.

Devo acrescentar que coincidentemente ou não (para mim não, digo-o mais uma vez) a CDU e o PSD partilham o executivo em três Juntas de Freguesia (parece-me que aqui sem histórico...).

A abstenção da CDU, na eleição para presidência da AM, "facilitou" a eleição da candidata do PSD, contrariamente ao BE, cujo sentido de voto, não influenciava nada.

Quanto à vereação (acordo(s) ou não?), esperamos para ver. Neste Orgão também não há histórico em Silves, sim noutros concelhos. Em Vila Real de Santo António, por exemplo, foi o que se passou no mandato anterior, com os resultados que se conhecem.

Cumprimentos,

Carlos Cabrita

Menino Tonecas disse...

O Sr. Manuel Ramos lá acabou por me dar razão ao reconhecer que assumiu um cargo sem conhecimentos e que precisou de ajuda... hoje, com a Rosa Palma é igual... Foi-se calejando com o tempo e a experiência, com a Rosa Palma há-de ser igual! O problema é que enquanto vão-se calejando com o tempo, as asneiras vão se sucedendo e o povo é que se lixa... Para sermos representados como deve ser nos centros de decisão politica precisamos de pessoas tecnicamente habilitadas e não de pessoas que só vão lá depois de algumas ajudas sabe se lá de quem... E assim vai o nosso concelho... as suas palavras dizem tudo... Mas, não quero com isto descredibilizar o seu trabalho, que, diga-se, foi digno, respeitável e louvável, mas, só porque tentou superar as suas limitações... mas, tal como disse, não pode ser assim, não podemos estar dependentes de quem só quer superar limitações, precisamos de pessoas que dominam o tabuleiro do xadrez politico...

Manuel Ramos disse...

Caro Carlos,
Não é coincidência, é pragmática pura.
Extrapolar isso, porém, para além disso, é pura intriga política como sabes bem. Aliás, a candidata e agora vereadora é, tal como eu era e sou, uma independente. Sem prévias condições. Isso dá-lhe total livre arbítrio, cuja única consequência poderá ser a CDU vir a retirar-lhe a confiança política. Disso há histórico, não em Silves, mas em Lisboa com o Sá Fernandes, ou noutros lugares com a CDU e outros partidos.

Manuel Ramos disse...

Este Menino Tonecas escolheu bem o seu nickname. É mau aluno, e impertinente quanto baste. Igualzinho ao outro. E o seu raciocínio peca pela contradição, o que não abona em favor dos seus "técnicos conhecimentos". Não sabia nada mas lá fui fazendo um "respeitável e louvável" mandato. Não sei qual é a Universidade que confere os referidos conhecimentos técnicos para a prática da vereação. Será a Independente? Ou será aquela que a maioria dos eleitos para a Assembleia e para o Governo frequentam, a dos partidos políticos? Bom, essa não frequentei, verdade seja dita, mas a ver pelo que temos entre nós, ainda bem.
E já agora: faltou fazer o rol das asneiras deste caloiro que pela vereação passou...

Sónia Oliveira disse...

Caro manuel Ramos,

Entendo que em termos "políticos" cada um se inclina para o lado que entende, ou acredita ser melhor. Agora comparar a política lá de São Bento para os nossos meandros, acho exagerado demais! Mas se for por aí, também lhe digo que não estou a ver o Jerónimo de Sousa a entrar em esquemas com a Ferreira Leite e caso existissem suspeições, ele próprio não as esclarece-se de imediato.
Não vejo que seja pejorativa a minha análise sobre a alteração de forças no concelho, nem me parece a minha análise assim tão política.
Apenas me limitei a constatar um facto, ou não?

Cumprimentos e bom trabalho,

Sónia Oliveira

tomatestress disse...

Cara Sónia, Menino Tonecas e Afins..
Se em termos políticos "cada um se inclina para o lado que entende", na lógica, quem fala meias verdades, e omite o que não lhe interessa, mente! Ponto final paragrafo.
E com pessoas de bem, a mentira não deve passar..
Ao longo dos consulados de Isabel Soares, o PS concelhio cozinhou os acordos que entendeu, fez uma escolha clone ainda mais incapaz do que autarca (Lisete Romão), e perdeu a eleições. Foi isto que aconteceu?
E em vez de reagir, como partido político adulto, ou seja assumindo a derrota e manifestando vontade de mudar.. para melhor!
Não. Acham que fazer política é lançando a CDU em suspeitas e conspirações. Pensando que o povo, ouvindo falar de acordos secretos, se esquece da incompetência socialista! Talvez daqui a 4 anos aprendam que o povo não esquece, quem o trata por parvo!
Acho incrível que argumentem as diferenças entre o PS concelhio e o nacional, quando as ideias dos "boys" neste blogue e no Penedo Grande estão todos em uníssono (ou alguém diria, orquestrados).
Hello! Ainda existe alguém no PS, que saiba comentar com ideias próprias? Agradecia.
Cumprimentos.

Anónimo disse...

Não fosse o CDU resmungar das atitudes correctas dos Homens de trabalho.. Deviam ter vergonha de falar dos outros quando não admitem a linda MERD# Que fazem...
Sim porque a verdade é que roubam, continuam a roubar, e querem roubar ainda mais..

Anónimo disse...

[url=http://www.michaelkorsbags-usa.com]michael kors[/url]
[url=http://www.michaelkorsbags-usa.com]michael kors bags[/url]
[url=http://www.michaelkorsbags-usa.com]michael kors online[/url]
[url=http://www.michaelkorsbags-usa.com]cheap michael kors[/url]

Anónimo disse...

Lots of people on the net have the same annoying experiences when they simply want to learn more about anything specific.

What we have noticed, more and more, is just doing a basic search does not always yield the most suitable resources.

It is usually a frequent effect of the way search engine algorithms are created - so you are not alone. The following information concerning [url=http://nhommuachung.net/thoi-trang.html]Thoi trang nu[/url] is a result of all those frustrations people have.

So just finish reading through this to glean more than enough to begin forming a good foundation.

The relative difficulties of women's and men's fashion

Both women and men may have the difficulties of maintaining their clothing up-to-date and in time, yet men's fashion frequently seems a lot easier. Of course, for both sexes, clothes and fashion options can be quite as complicated, and there are numerous'modern'items that could quickly become fashion faux pas - who are able to say they frequently see people running around in 70s flares? On the other hand, men's style features a few staple things that will exist forever - which man is going to watch out of place with a good-quality, tailored suit, for instance? Pick basic pieces, colors and materials and you'll never look out-of-place.

Why basic men's style is eternal

The common man's suit has hardly changed for over a hundred years. True, there are many kinds for different functions, nevertheless they are all common in their pursuit of a clever, sharp search for the individual. The best part about basic fashion for men is that it is effortlessly stylish efficiently neat. A well-groomed man can more often than not look his sharpest in a well-tailored suit, and this can be a testament to the style of such clothing. A suit will be worn to work in many occupations due to the professional search it affords to the person, instilling a sense of respect and confidence. Similarly a match will be used to many social functions, such as a tuxedo to a black-tie event. This incredible versatility that allows suits to be used in just about all occasions is what gives it its timeless side and a lasting place in men's fashion.

Modern trends in classic men's style

Though common men's designs can never be changed, it is interesting to note that changes in men's fashion trends have brought particular common clothes back to fashion. The popularity of vintage clothing, especially, has taken back a wide-variety of classic types into men's closets, such as that of the dandy gentleman. 'Dandy'is a term used to refer to men who dress yourself in a classic yet expensive way, acting in a polished manner and placing value on appearance. This tendency for almost'over-the-top'classic fashion for men is evident from events such as the'Tweed Run', wherever men and women of all ages clothe themselves in significantly Victorian-style attire and take to the roads on vintage cycles - with most of the men sporting remarkable mustaches! This is just one single of several examples of research exhibiting the resurrection of such types. There are also numerous blogs online which concentrate on gentlemanly style - such as'The Dandy Project'and'Dandyism'- as well as whole websites such as'The Art of Manliness'focused on giving articles on classic men's fashion and grooming.

In summary, whilst certain areas of common men's style can be brought back as new developments, the basic garments that they derive from will never slip out of fashion.

"All it takes really are a few basic garments. And there's one key - the simpler the better." - Cary Grant

StyleGun is an online men's fashion shop with a specialized perspective.
Read More: [url=http://reinkarnationkarawang.com/blogs/viewstory/75798]thoi trang nam nu[/url]

Anónimo disse...

if you are having a hard time finding some free psn codes
then you need to go to [url=http://psngenerator.info]Psn Generator[/url]