10.4.07

Reunião Ordinária da Câmara - dia 11 de Abril de 2007

Regressei! Alguns dias de férias por outras paragens.
Amanhã, mais uma reunião ordinária de câmara. Com período de audiência ao público, inicia-se assim pelas 10 horas.
Aqui fica a Ordem de Trabalhos:
1. Aprovação da Acta;
2. Informações;
3. Antes da Ordem do Dia;
4. Processos de Obras Particulares ( 35 itens);
5. Processos de Obras Municipais (3 itens);
6. Assuntos Diversos (16 itens).
A destacar: a apresentação, que havia sido adiada, do Plano de Urbanização de Silves, assim como a proposta de estabelecimento de vários protocolos: com o Instituto de Reinserção Social para promoção de trabalho a favor da comunidade de quem cumpre penas judiciais; com o Instituto de Turismo para um projecto regional de reforma da sinalização turística; com os clubes Rotários de Loulé e Silves, e a Escola E.B. 2,3 de Armação, para a instituição de uma Universidade Sénior Rotary Internacional.
Importante também, é a informação/proposta dos serviços camarários para um último adiamento (entretanto já decorrido) para que a empresa Lara regularize a qualidade dos efluentes que descarrega no sistema municipal e têm como destino final a ETAR de Silves, com as consequências conhecidas. Das reuniões havidas entre o munícipio, a empresa e a Algar (agora responsável pela ETAR) ficou acordada a regularização da situação para os inícios deste ano. A ver vamos se é desta que termina o martírio das populações do Falacho, e não só! E do Arade, depositário de toda esta poluição. A deliberação final, já depois do período de consulta pública (que não registou quaisquer reclamações), vem a proposta de Regulamento de Autorização Municipal para a Instalação de Antenas de Telecomunicações/Estações de Radiocomunicações e a proposta de Regras do Cerimonial do Município de Silves.
Finalmente, a proposta da presidente de substituição para a vaga criada pela saída do Dr. Carlos Sequeira da chefia da Divisão Financeira: a designada é a técnica superior Telma Gonçalves.

9 comentários:

Amigo da Terra disse...

Sr. Ramos,
Agradecia o favor de me informar se o Dr. Carlos Sequeira recorreu da punição aplicada e para que instância o fez.
Muito grato.

Manuel Ramos disse...

Caro leitor,
Nada sei sobre se houve ou não recurso, administrativo ou judicial, por parte do Dr. Carlos Sequeira. A presidente afirmou hoje que até ao momento nada recebeu nesse sentido.

Curioso disse...

Terão eles chegado a algum "acordo"?!

Antonio Carneiro Jacinto disse...

Caro Manuel Ramos.
Só para lhe dider que o Dr. Carlos Sequeira irá apresentar o seu recurso dentro do prazo legal, isto é, até ao final do mês de Abril.

laranja-azeda disse...

A vida é feita de questões umas complexas, outras básicas muito básicas...
Sigo o caminho das questões complexas, que razão terá levado esta funcionária a ocupar o lugar do seu colega / amigo?.
O facto de ser uma excelente e competente funcionária? Ou a de ser exposa de um membro importantissimo da laranja mecânica I.S. qualiTy?
Eis um copo de sumo para se tomar bem azedinho num fim de tarde primaveril.
Cuidado Srª D Telma às vezes o inimigo mora mesmo ao nosso lado.

Anónimo disse...

Lá diz o velho ditado: Uma chouriça em troca de um porco. Colegas e amigos deste tipo Carlos Sequeira nao deve de precisar!

Vendetta disse...

E assim se calou uma boquinha, com uma nomeação! Mas também já não a primeira vez...
Mas quanto ás punições acima referidas, se ninguem recorrer é porque concordam e se concordam acho que têm que ser responsaveis pels milhões de euros em que o municipio foi lesado. Será que alguém o vai exigir?

P.S. As penas também são para rir, em compraração com anos anteriores veja-se, altera-se um contador da agua a pena é um ano de suspenção, lesa-se o municipio em milhões e leva-se...................60 dias!

laranja-azeda disse...

vendetta
já para não falar de algumas suspensões e reformas complusivas pelo uso de três tostões ..

Vendetta disse...

Ai voce tambem se lembra desses? pois é, mas Silves tem memoria curta..............mas vamos ver o que faz a oposição em relação a isso.