3.6.08

Reunião Ordinária da Câmara Municipal - 4 de Junho de 2008

Realiza-se amanhã, com início às 10 h, por ser pública, mais uma reunião do plenário do executivo municipal.

A Ordem de Trabalhos é a seguinte:

1. Aprovação da acta;

2. Informações;

3. Antes da Ordem do Dia;

4. Processos de Obras Particulares (48 itens);

5. Processos de Obras Municipais (1 item);

6. Assuntos Diversos (11 itens).


Querem saber qual o assunto que, de fora as Obras Particulares, merece maior destaque nesta reunião? Pois bem, a proposta para aquisição de uma viatura de recolha de resíduos sólidos urbanos com caixa compactadora. Essa é a notícia, já que da informação/memorando chegado do responsável da área, as necessidades reais da DSUA são bem maiores, passam por 5 propostas de melhoria, mas só esta parece ter possibilidades de ter cabimento orçamental (ou então, quiçá, talvez porque haverá poucos já a fiar, ou a fiar-se, [n]esta autarquia)!


Certo - e todos já sabemos disso (basta olhar à nossa volta), menos este executivo permanente - é o que afirma o já referido responsável no seu relatório, e cito (negrito meu): "Recordo que mais uma vez os meses críticos para o serviço de recolha de resíduos sólidos e limpeza, Junho, Julho, Agosto e Setembro vão ser passados sem meios que permitam dar resposta às carências reais deste sector."

Prepare-se por isso Armação de Pêra, mas não só. Vamos ter um Verão napolitano!

15 comentários:

Anónimo disse...

Com a anedota que temos à frente da Autarquia que outra coisa seria de esperar.
Sig'o baile

Anónimo disse...

Claro, Nápoles está para Itália como Silves para Portugal. O município máfia, com uma grande mafiosa e sua famiglia a "querer" controllare tutto. Se já é assim durante o ano o verão não podia ser diferente.

Siga il baille!! :)

Anónimo disse...

Penso que o senhor anda na aldeia e por vezes não vê as casas.
Já verificou quantas ilegalidades a factura da água comete perante a nova lei.
Investique.

José

Manuel Ramos disse...

É como diz, meu caro! Sou da aldeia, e por isso, feliz ou infelizmente não me chegam aqui facturas de água, nem caixotes do lixo, nem ecopontos... Privilégios!
Mas estou cá p'ra ouvir e já que o senhor conhece as ilegalidades, porque não as partilha com todos nós? Razoável! Deixava-me assim só com o trabalho das denunciar, o que pelos vistos ainda não fez.
Que tal? Colaboramos ou ficamos por aí?

Inspector Geral do IGAL disse...

Já que existem ilegalidades na factura de água, e em vez de mandar bitaites só porque só deixa influenciar pelas reportagens da TVI, o Sr. José pode recorrer aos Tribunais Administrativos e impugnar a taxa ou senão manda uma reclamação à Rainha que ela é tão misericordiosa que até lhe poderá perdoar a sua divida...

Anónimo disse...

Será que as taxas fixas de saneamento e residuos sólidos são legais de acordo com a nova lei?
Penso que não, mas há mais . . .
Sempre a considerá-lo

José

Manuel Ramos disse...

Eu acho que não são legais, equiparam-se aum consumo mínimo e isso está proibido segundo art. 8, nº1 (http://dre.pt/pdf1sdip/2008/02/04000/0125601259.PDF).
Mas se era isso, a montanha pariu um rato.
Melhor será esperar para ver como surgem as facturas este mês e depois falar. Isto não quer dizer que espere grande coisa, mas espero até ver.
Mas o que o Ruas disser é o que Câmara fará, ainda que consumidores atentos como o senhor, com todos nós, possam fazer a diferença se fizerem ouvir a sua voz. Mas não por aqui...

Staline disse...

Se quer accionar os seus direitos, o Sr. José tem de ir implorar aos Deuses que vestem capa preta que se sentam nos altares dos "Domus", pois estes são os unicos com poderes para aferir se o Sr. tem ou não razão!

Mas se tem assim tantas dúvidas, informe-se junto dos Serviços das Águas que eles elucidam-no sobre o significado e qual a razão de ser das taxas de saneamento...

Anónimo disse...

Tenho estado à espera de uma justificação pela retirada do último Post senhor Ramos.
Então o que se passou como o dito post que levou sumiço e até hoje nem uma palavrinha homem?

Manuel Ramos disse...

Ah! Alguém que ainda leu o meu último post. Sortudo!
Não foi retirado, foi simplesmente apagado por mim num estúpido e irreversível gesto informático. Daqueles que nos deixam sem qualquer vontade de fazer mais nada. Mais de uma hora a escrever e a preparar as ligações para as notícias e novidades para tudo se esvaír com um só clique.
Continuo de ressaca...
Foi isso.

Anónimo disse...

Acredite que até nem sou mal educado Sr. Ramos. Acredite também que já sou um pouco crescido e que só enfio as carapuças que quero.

Manuel Ramos disse...

Mal empregado o tempo que perdi em lhe responder...para ser bem educado!

Anónimo disse...

Uma vez que as ordens de trabalho das reuniões de câmara nunca têm nada de especial (é copy/paste de 15 em 15 dias) e como o Sr. sempre pode ajudar a esclarecer os munícipes, agradecia-lhe que perguntasse, na próxima reunião, como está o PU de Silves.
Vi uns mapas numa feira de Ruralidades. Uma funcionária explicou-me o desenho e informou-me que a Associação de Regantes não dá parecer favorável.
O Sr. importa-se de perguntar afinal o que é que se passa? A Associação de Regantes tem esse poder todo? E se tiver, o que é que o executivo está a pensar fazer?

Manuel Ramos disse...

Será colocada a pergunta e, aqui mesmo, respondida. Caso esqueça, o que espero não aconteça, volte à carga, por favor.

Anónimo disse...

Tanto quanto sei não foram só os Regantes a se pronunciarem negativamente. Outros órgãos da tutela, nomeadamente os que gerem o património, pronunciaram-se de igual modo.. e penso que há mais. Talvez o problema esteja na composição da equipa que fez o trabalho - acreditam que nem arquitecto nem urbanista? Em 10 técnicos, 7 eram geógrafos, um sociólogo, um topógrafo e outro desenhador. Assim não dá... com tantos técnicos de tantas áreas que a Câmara tem...!!!