23.9.07

Buzinão



O Dia Europeu Sem Carros em Silves acabou por ser dia de grande afluência de carros à cidade, grandes engarrafamentos, não fosse o local do protesto marcado pela manhã pela Comissão de Moradores de Vale Fuzeiros. Da classe política local, estiveram presentes os presidentes das juntas de freguesia de Messines e Silves, e o vereador que agora escreve. Muito pouco, para quem escreve, fala, telefona e, retoricamente, diz apoiar a população em luta. Pode não ser a forma de luta e protesto mais consequente, mas é a primeira e mais genuína. Vir à rua dizer não e dar aos outros conhecimento disso. Por isso lá estive. E, sempre que possa lá estarei!

Dos outros desenvolvimentos de bastidores não sei, de consultas "públicas" que não conheço não posso pronunciar-me...

Sei que os moradores estavam lá, e em protesto. Isso basta-me!
Ecos do evento no Correio da Manhã.

4 comentários:

Silvense curiosa disse...

Parece que o buzinão não teve muita aderência, nem em comentários! Eu, por mim, não o aprecio como forma de protesto. Não gosto de manifestações públicas, mas acho bem que as pessoas se manifestam da forma que mais lhes agrada, desde que ordeiramente o façam.

silvense curiosa disse...

Desejo corrigir o meu erro ortográfico: onde se lê "que as pessoas se manifestam", deverá ler-se "que as pessoas se manifestem".
Obrigada.

Manuel Ramos disse...

O problema reside é no facto de as pessoas mudarem de opinião e atitude quando o assunto lhes toca no seu quintal.
Isso é que é triste, por isso o buzinão poderá ter tido tão poucos aderentes, já que estiveram lá os residentes e um, ou outro, que ao seu problema se associaram por pura solidariedade.
Mea Culpa!

silvense curiosa disse...

Não tem de que se desculpar por ter sido solidário para com os problemas dos outros. Acho que fez muito bem, tanto mais que a solidariedade está cada vez mais em vias de extinção. Cada um deve manifestar-se da forma que melhor entender.
Eu falei de um ponto de vista e como maneira de ser absolutamente pessoal. Espero que isso não o ofenda!
Sei que à sua maneira, e dentro das suas limitações, por ser Oposição, também tem dado o seu melhor por este município e seus habitantes.