4.10.07

Ecos da Manifestação

Sic/Lusa
Da manifestação que a Comissão de Moradores de Vale de Fuzeiros hoje promoveu em Lisboa, às portas da REN, ficam as ligações para algum eco que entretanto surgiu na comunicação social:

- No Correio da Manhã, dando notícia da manifestação que ainda não ocorrera.

- Na Rádio Renascença, dando voz à Direcção-Geral de Saúde (DGS) que é capaz de garantir (?) que não existem provas científicas que relacionem as radiações emitidas por linhas eléctricas de muito alta tensão com possíveis efeitos para a saúde humana.

- No Observatório on-line, uma pormenorizada descrição com vários testemunhos pessoais de moradores de Vale Fuzeiros. Nos vídeos do Sapo, algumas imagens da manifestação.

- Na SIC, a notícia de que a próxima acção dos moradores será o recurso à providência cautelar (também em vídeo), confirmada pelo Diário de Notícias.
- Finalmente, no Telejornal da RTP1, em formato vídeo WMV, a partir dos 8.40 m, as declarações do presidente da REN e as imagens da manifestação frente à REN, onde pontuaram os presidentes das Juntas de Freguesia de Messines e Silves que patrocinaram os dois autocarros alugados que levaram os munícipes a Lisboa.
P.S. - Depois de uma ronda pelos blogues concelhios, surpreende o silêncio sobre este assunto, quando há vizinhos nossos na rua protestando. Bláblá, blablá, mas cada um na sua capelinha e desde que não toque no meu quintal, na minha freguesia, nos meus interesses...Pois é, assim não vamos lá, está a faltar alguma solidariedade concelhia, no mínimo, já que há conterrâneos nossos a passar um mau bocado e a dar o corpinho ao manifesto numa luta desigual!
Entretanto, outros que nem de cá são, vão destilando a sua indignação!!
P.S. - Hoje, dia 8 de Outubro, posso felizmente corrigir este desabafo/provocação: sobre este assunto já se pronunciaram o Penedo Grande, os Irredutíveis Serrenhos e o Cidadania.

2 comentários:

silvense curiosa disse...

Não consegui descortinar de onde é que o Abrasivo destila a sua indignação. Não percebi muito bem os voos dele, mas é capaz de alguma vez ter dado algum "malhanço", batido com a cabeça, sei lá... Eu voei muitas vezes em sonhos, mas como era a dormir, não corria riscos. Quando voo acordada, é que a queda costuma ser grande.
Esqueceu-se de mencionar
o "Público" de ontem, que também traz a notícia referente ao tema, nas três primeiras páginas. Mas compreendo que com tantos afazeres, não se possa lembrar de tudo.
Depois de todas estas leituras percebi que há muitas formas de se ser solidário, mesmo sem dar "o corpinho ao manifesto". Sem ironia!!!

Adelina Capelo disse...

A autoridade moral não deve ser cobrada assim. Não lhe fica bem essa dos blá blá blá. Você é capaz de muito melhor.
Está cansado? Rebobine e tire férias!