5.5.08

Reunião Ordinária da Câmara Municipal - 7 de Maio de 2008

Realiza-se esta quarta-feira, dia 7 de Maio, pelas 10 horas por ser reunião pública, mais um plenário da Câmara Municipal de Silves.
A Ordem de Trabalhos é a seguinte:
-Período de Audiência ao Público
1. Aprovação da Acta;
2. Informações;
3. Antes da Ordem do Dia;
4. Processos de Obras Particulares (39 itens);
5. Processos de Obras Municipais (2 itens);
6. Assuntos Diversos (36 itens);
Nada de transcendente a destacar, além da míngua que sem acentuado, em vésperas de 2009, ano de eleições, quanto a obras municipais. Para além disso, só mais uma alteração orçamental.

2 comentários:

Anónimo disse...

A praia de Armação de Pera tem andado a ser lavrada por quatro máquinas de rasto da autarquia, desfazendo as dunas naturais, deixando a praia como um campo de futebol.
A intenção será boa mas qual será o desfecho final se, entretanto, aparecer um qualquer temporal de Oeste ou Sudoeste?
Oxalá que tudo tenha sido devidamente ponderado.
Já agora, com a crise que por aí vai à volta dos cereais, não poderiam ter pensado em fazer uma sementeira de trigo?
Se acharam que era tarde para semear trigo ao menos semeavam tijolos, sementeira em que a autarquia já tem vasta experiência.
Limpar nada tem a ver com contrariar as forças da natureza.

Joaquim Santos disse...

EXº Senhor
Vereador

Peço desculpa de vir novamente incomodar, com outro assunto de saneamento.

Á cerca de 2 dias passei pelo Gaveto da Rua da Arrochela com a Rua da Porta da Azoia e Rua Afonso III e verifiquei que os sumidores das aguas pluviais estavam tapados por uns sacos de plasticos (sacos do lixo) achei estranho e perguntei a um residente. O residente apenas tirou um deles. Resultado um cheiro a esgoto insuportavel.

Após uma conversa fora do local, fiquei esclarecido.
O polis ligou as aguas pluviais ao esgoto.

A solução encontrada reduz o cheiro mas quando chove ninguem pode passar pela Rua da Arrochela.

Srº Vereador
As pessoas não informam a autarquia porque a atitude de excutivo é de um grande autoritarismo e porpotencia.

Por isso quero mostrar a minha indignação quer as equipas de fiscalização quer a autarquia como sendo parte daquela sociedade.

Com os melhores Cumprimentos
Joaquim Santos