19.11.06

Espaço Informativo

As notícias do jornal Público de Domingo, sobre a Assembleia Municipal e o caso Viga d'Ouro, já não estão on-line no jornal, mas aqui fica a possibilidade de as consultarem no Guia de Silves (Revista de Imprensa), de A.Baeta Oliveira:
  • Presidente da câmara apresenta queixa na PJ por "fugas de informação": (leia também o despacho original da presidência, apresentado na reunião camarária de 25 de Outubro, votado unanimemente pela vereação)
  • Vereador na Câmara de Silves assume responsabilidade no caso Viga d'Ouro
E também no Correio da Manhã (pg.7) do dia 20, e no Observatório do Algarve on-line.

17 comentários:

A.F. disse...

-Parece confirmar-se o adágio "a melhor defesa é o ataque", face à iniciativa tomada pela senhora presidente.

-Então o Vereador Sr. Garcia assume a adjudicação da obra no valor CINCO MILHÕES DE EUROS, sem concurso, como manda a Lei, e, ninguém dá por isso? Nem a senhora presidente, que assinou tudo o que relacionava com a operação de Factoring e com a concretização dos pagamentos até ao seu limite de competência de 150.000 Euros?
-Senhor Domingos Garcia, conte já a história toda, não deixe para mais tarde. Para seu bem e de todos nós, não queira ser "mártir".
-Não tente salvar quem não tem escrúpulos.
- Diz o senhor que tudo foi feito na base da confiança. Está bem à vista a confiança que as pessoas merecem.

-Deixo aqui o meu voto de solidariedade para com a Margarida, pelo sua coragem em não ser solidária com tentativas "limianas".
- Como meu primeio comentário, tenho dito.
A.F.

A.F. disse...

Algum tempo depois do início deste triste espectáculo, a propósito desta embrulhada, alguém que, se me estiver a ler que me desculpe, me dizia:

"Isto não conduz a nada, porque, já está tudo decidido, o Domingos vai assumir todas as responsabilidades"

Repugnei tal gesto, por não querer acreditar no que me havia sido dito, porém, parece que, infelizmente, o Senhor Domingos Garcia parece disposto ao sacrifício.

Senhor Domingos, senhor Domingos, o que por vezes somos obrigados a fazer.

Ainda está a tempo de defender o seu bom nome.
A.F.

vendetta disse...

adorei a alinea D)do despacho da presidencia onde refere "pondo em causa o bom nome de todo o municipio". Agora? Qual bom nome? não têm espelhos?

Fernanda Barradas disse...

Senhor Vereador; gostava que perguntasse a quem de direito quando é que vêm recolher o lixo na estrada de São Bartolomeu de Messines para a Foz do Ribeiro.

Pensei que tivesse acumulado com a greve, mas o certo é que os contentores já não têm espaço.
obrigada

manuel castelo ramos disse...

Caro Senhor,
A questão será colocada ao Vereador Domingos Garcia na próxima reunião de Câmara, dia 22.

manuel castelo ramos disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
manuel castelo ramos disse...

Senhora Fernanda Barradas, desculpe a troca!

André Neves Bento disse...

Percebe-se agora muito claramente o porquê das dezenas de funcionários "admitidos" nesta autarquia nestes últimos tempos! É que emitir 1200 facturas é obra para muitos braços...

Anónimo disse...

Sr. André Neves,
Ou inverteu os papéis, porque quem emitiu as facturas foi a Viga d'Ouro, ou está a querer dizer-nos que elas foram emitidas pelos próprios funcionários?... Isso não era demais?
De qualquer forma, já teriam muito que fazer a confirmá-las, escondê-las, branqueá-las... não as relacionar em conta de gerência, enganando o Tribunal de Contas e a oposição, não as mencionar em pedidos feitos por esta... Uma trabalheira, diria o outro!

André Neves Bento disse...

Não foi mais que um recurso de piada! (num assunto verdadeiramente sério) ...óbvio que as facturas terão sido emitidos por funcionários da Viga D'Ouro e não do município. Seria demais que o tivessem sido por funcionários remunerados por esta autarquia a trabalhar para uma qualquer empresa...mas eles são tantos...vá-se lá saber! Já nada me surpreende!

Anónimo disse...

Senhor Vereador Dr. Manuel Ramos
Só para ilustrar a bandalheira a que se chegou, relato-lhe o que está a acontecer em Armação de Pera, frente ao restaurante chinês, situado no EDIFÍCIO Marisol:
Desde Sábado que está a correr água, por existir uma ruptura na canalização. Só ontem TERÇA-FEIRA é que apareceram para fazer a reparação. Fecharam a água e procederam aos trabalhos.
Ao fim do dia no Restaurante verificaram que não havia água e os ténicos tinham abandonado o local. Todos os residentes se aperceberam do facto e começaram a fazer telefonemas para os números dos SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS E PARA O NÚMERO DO PIQYETE da Câmara.
Ninguém atendeu.
Contactada a Junta de FREGUESIA, nada sabiam adiantar. A senhora que atendeu, não sabia o que dizer e disse ir contactar o SENHOR PRESIDENTE da Junta, pois ele poderia ter algum contacto que permitisse ainda resolver a situação.
O proprietário do Restaurante chinés HONG-KONG foi falar com o Senhor Presidente e voltou, dizendo que ainda iriam repor a situação durante a noite. Se ele percebeu mal não sei, o que sei é que às 8,30 da manhã ainda não há água para ninguém.
.O aspecto lamentável desta situação, para além dos inconvenientes de toda a ordem, é que ninguém dos Serviços tenha tido a atenção de avisar os consumidores de que iam deixar a água fechada.
Numa altura em que se penaliza os utentes, subindo o preço da água e se convida a gastar o menos possível, como que os Serviços da Câmara justificam a existência de situações tão graves?
O Senhor não tem culpa disto, porém, é bom que saiba.
Desculpe.
Os meus cumprimentos.
Sao 9 horas e ainda não há água

Anónimo disse...

Só um pequeno aditamento:
Vai para o quarto dia que corre água na marginal.

Anónimo disse...

São 9,30, já há água nas casas, mas o riacho na avenida continua a correr.

Anónimo disse...

Após quatro dias o riacho deixou de correr. São 11 horas e 15 minutos.
Os meus cumprimentos.
Este espaço devia ser considerado de INTERESSE PÚBLICO.

manuel castelo ramos disse...

É pena que à hora que realizaram os vossos comentários não vos pudesse ter dado resposta, nem pudesse ajudar, quando o poderia ter feito facilmente, já que estava em início de reunião camarária e na presença do executivo permanente. O que acho no entanto incrível é uma tal coisa acontecer e permanecer assim durante tanto tempo sem intervenção dos serviços! O vice-presidente não mora em Armação?! Se a Junta não resolve...resolva o vice, nem que para tal fosse preciso bater-lhe à porta!

Anónimo disse...

Truz! Truz! Não, não é à porta do Vice, é à do Sr. Joaquim Santos!
Então, sempre apresentou as suas queixas à Polis? É que andam esburacando ruas, para pôr sumidouros, e eu pensei logo no Sr., e em avisá-lo! Vê como é útil este espaço, e a solidariedade que se gera? Como não sabia bem qual era a sua rua, bati-lhe aqui à porta.
Temos de novo mais buracos (malditos sejam!), o desfazer o que está feito, "falta de lembrança" para uns, falta de planeamento, digo eu!
E se planeamento não houve, onde está o acompanhamento e a fiscalização destas (e de outras) obras?

Joaquim Santos disse...

Obrigado anónimo
Á minha rua não chegou o pollis, ainda bem. Eu é que passo por essas ruas e vejo, falo com as pessoas, sinto o desespero delas. Já que os políticos só se lembram dos problemas dos outros de 4 em 4 anos. Enfim é os políticos que temos.
Em relação ao pollis, pois eu já venho a alertar à tanto tempo que aquilo é uma cambada de incompetentes.
Quando começaram a fazer as obras eu disse aqui que faltava sumidores e que depois iam partir a rua outra vez. ai está. Aqui ao uns dias eu referir que em termos de bombeiros e de protecção civil na cidade há situações que não estão bem. Aguardem que logo aparecem os acidentes logo aparecem e ai quando morrer alguém, vão se recordar que o Joaquim já tinha alertado.
Joaquim Santos